Como corrigir as “orelhas” após Abdominoplastia?


As “Orelhas” após abdominoplastia são muito comuns e não são motivo para preocupação. Uma boa porcentagem de todas as pacientes submetidas a essa cirurgia terminam com algum grau de sobra.

O mais indicado é que a paciente aguarde até 6 meses depois de uma abdominoplastia para determinar se há, de fato, esse problema. Antes disso é impossível saber, pois o corpo ainda está em processo de cicatrização e as cicatrizes não estão “amadurecidas”.

As “orelhas” são sobras de pele que ficam nos cantos da cicatriz de abdominoplastia, no quadril, e que parecem orelhas ou dobras. A única forma de corrigir o problema é através da cirurgia.

Mas de qualquer maneira, é necessário que o médico cirurgião que realizou o procedimento acompanhe o caso. Ele vai saber orientar de maneira adequada se é realmente necessário fazer a cirurgia para remover esse excesso.

Quais são os melhores exercícios após abdominoplastia e lipoaspiração?


Os melhores exercícios vão depender da fase que a paciente está. Nos primeiros dias após a cirurgia é indicado que as pacientes façam pequenas caminhadas em casa. Isso é importante para reduzir o inchaço e para ajudar o trânsito intestinal.

Depois de uma semana é possível que a paciente comece a sair de casa, mas ainda fazendo caminhadas leves para não exigir muito do corpo. Lembrando que a paciente deve ser liberada pelo médico.

Após 2 semanas a maioria já pode dirigir o carro e após 12 semanas pode retomar a ginástica e exercícios com pesos leves. Nesse período também pode ser indicado fazer exercícios abdominais fáceis para fortalecer a região.

Com o passar das semanas e sua consequente melhora, as pacientes podem voltar gradualmente a sua rotina normal, mas antes de fazer exercícios muito intensos é mais indicado passar por uma consulta.

O cirurgião plástico poderá dar um diagnóstico preciso à paciente, relatando seu quadro real de recuperação e a possibilidade de voltar aos antigos hábitos.

Ter relações sexuais na primeira semana após a abdominoplastia pode comprometer os pontos internos?


Não tem como afirmar se comprometeu os pontos internos sem que faça um exame e analise seu caso. O ideal é que a paciente procure seu médico para que ele verifique isso.

É recomendado que a paciente espere algum tempo antes de realizar seu primeiro ato sexual após a abdominoplastia, pois a relação sexual pode ser exaustiva e proporcionar movimentos mais bruscos.

Nessas situações a mulher pode se descuidar e acabar colocando muita pressão ou movimentando além do permitido a área do abdômen.

A paciente precisa escutar o próprio corpo e estabelecer seus limites, mas, além disso, é sempre importante passar por uma consulta médica e perguntar ao seu médico antes de voltar a ter relações sexuais.

É fundamental que tire suas dúvidas e informe o médico que realizou a cirurgia sobre qualquer sintoma fora do esperado. Somente ele poderá passar a melhor recomendação por conhecer o seu histórico médico.

Como saber os pontos internos da abdominoplastia estouraram?


Se os pontos internos realmente estouraram, a paciente perceberá principalmente aumento, ou abaulamento, da região abdominal, e poderá ter sinais sinais flogísticos (dor e vermelhidão principalmente). Os sinais quando isso acontece costumam ser bem evidentes.

Após realizar algum movimento muito brusco ou até mesmo passar por um excesso de tosse grande parte das pacientes se perguntam sobre a possibilidade dos pontos internos se romperem. A resposta para isso é que é bastante incomum acontecer, mas não é impossível. Por isso recomenda-se cautela quanto a movimentação, e seguir de forma a recomendação do cirurgião.

Os pontos internos são feitos de forma que seja muito difícil de se romperem, o médico vai utilizar técnicas durante a sutura para reforçar estes pontos. Por isso é importante que o médico especializado em cirurgia plástica, credenciado a SBCP.

Quando houver essa dúvida, o mais indicado é que a paciente contate o cirurgião plástico responsável pela cirurgia o mais rápido possível. Ele é quem pode oferecer um diagnóstico assertivo sobre o caso e, se for preciso, resolvê-lo.

É comum sentir muita coceira na cicatriz dias após abdominoplastia?


Sim, a coceira na cicatriz gerada pela incisão cirúrgica é perfeitamente normal e está quase sempre relacionada ao processo de cura natural do organismo, porém é melhor evitar coçar diretamente a região.

A coceira pode surgir por vários outros motivos também, como alergia aos medicamentos ou curativos, suor acumulado na cinta de compressão, nestes casos fazer a limpeza de acordo com as recomendações do médico pode ajudar.

Existe uma variedade de opções de tratamento, incluindo alguns cremes que podem ser receitados pelo cirurgião, porém na maioria dos casos não são necessários e o sintoma tende a desaparecer com o passar do tempo.

Caso a coceira esteja associada à vermelhidão e aumento da temperatura local pode ser indício de outras complicações, como uma infecção. Nesses casos quanto mais cedo for feito o diagnóstico maiores são as chances da paciente não ter seus resultados prejudicados e do tratamento ser eficaz.

O mais indicado é procurar o médico assim que qualquer sintoma gerar preocupação ou dúvida, assim ele poderá tomar as devidas providências antes que se torne algo mais grave.

Quando é aconselhável voltar a fazer exercícios após a abdominoplastia?


Após a cirurgia os pacientes precisam manter repouso relativo. A dor costuma cessar nas duas primeiras semanas e após esse período as pacientes podem retomar alguns esforços após a abdominoplastia.

Entre esses exercícios iniciais estão as caminhadas leves que ajudam a diminuir o inchaço. Durante esse período também é importante seguir todas as recomendações do médico.

Já as atividades mais intensas, geralmente são recomendadas somente após a oitava a décima segunda semana, e devem ser iniciadas de forma gradual. Caso a paciente reinicie a prática e sinta alguma dor, ela deve parar imediatamente.

Forçar o organismo durante a recuperação pode prejudicar os resultados, por isso é recomendado seguir as orientações médicas e evitar fazer qualquer atividade intensa nas primeiras semanas.

Antes de iniciar qualquer atividade é recomendado que a paciente realize uma consulta com o cirurgião. Ele poderá avaliar com maior precisão como está se desenvolvendo o processo de cura e determinar se a atividade poderia ou não prejudicar os resultados.

Porque a área pubiana parece maior após abdominoplastia?


Geralmente a abdominoplastia abrange da região do tórax até o púbis, ao fazer os pontos é puxada a pele da barriga e do púbis, o que pode acabar gerando um trauma e causando inchaço na área pubiana.

É comum a área pubiana parecer maior por causa do inchaço ou porque a cicatriz é maior (devido à tensão). Isto irá melhorar com o tempo à medida que o inchaço melhorar.

Por isso conversar com o médico é essencial. Caso a paciente apresente qualquer dúvida, não deve se sentir constrangida em procurar o cirurgião para novos esclarecimentos.

Logo após a cirurgia, há inchaço e firmeza devido à cicatrização e inchaço da abdominoplastia. É claro que a paciente deve certificar-se com seu médico de que esse inchaço não é um acúmulo de fluidos, ou eventualmente gordura localizada que necessitará uma abordagem complementar.

É melhor consultar seu cirurgião e fazer perguntas, pois ele poderá examiná-la e identificar o problema, indicando a melhor solução. Não deixe de informar o médico sobre qualquer sintoma diferente do esperado na recuperação.

É possível começar a tratar a cicatriz logo após a abdominoplastia?


As marcas causadas pela abdominoplastia passam por vários estágios de cura e não é recomendado que se inicie qualquer tratamento antes que elas tenham atingido certo amadurecimento cicatricial.

O processo de cicatrização pode levar até cerca de um ano para se concretizar. É uma etapa que depende de diversos fatores incluindo alimentação, saúde geral da paciente, genética e cuidados durante o pós-operatório.

O tratamento das cicatrizes pode ser realizado por laser, pomadas ou em casos mais severos por revisões cirúrgicas. O tratamento ideal será prescrito pelo médico responsável.

O uso de protetor solar ou de roupas que protejam a cicatriz é sempre indicado, pois o sol pode favorecer a hiperpigmentação, deixando a cicatriz mais visível. Seguir todos os cuidados durante a recuperação ajudam na cicatrização.

Em caso de dúvidas e sintomas que possam surgir durante a recuperação a paciente não deve hesitar em procurar novamente o médico, pois somente ele poderá indicar o melhor tratamento para o caso.

Quanto tempo dura o inchaço da abdominoplastia?


A maioria das pacientes, observa uma diminuição dramática do inchaço da abdominoplastia em cerca de três meses após a cirurgia, entretanto, o inchaço residual pode levar até um ano para desaparecer completamente.

O inchaço da abdominoplastia é comum e é causado pela combinação de uma série de fatores. A principal causa, é o trauma gerado pelo procedimento e pelo descolamento de pele e gordura necessário para realizar a costura dos músculos.

Os remédios usados ​​para dor, também podem retardar o funcionamento do trato gastrointestinal, causando constipação e consequentemente o inchaço.

Por isso os médicos recomendam que a paciente utilize a cinta de compressão, faça caminhadas leves para ajudar na circulação, além de uma dieta balanceada e drenagem linfática.

Além disso, cada paciente é única e o processo de cura pode ser influenciado por diversos fatores como genética, hábitos de vida e saúde geral. Assim, o mais indicado é sempre fazer acompanhamento com o médico especialista.

Quando os hematomas vão sumir após a abdominoplastia com lipoaspiração?


Hematomas e inchaços são absolutamente naturais depois que se passa por uma abdominoplastia com lipoaspiração. Eles costumam amenizar gradualmente e geralmente desaparecem entre a terceira e quarta semana após a cirurgia.

Em alguns casos é possível acelerar a melhora com drenagem linfática, que facilita o fluxo sanguíneo. As sessões devem ser recomendadas pelo médico e devem ser realizadas por profissional capacitado. A aplicação de compressas de gelo no local também pode ajudar.

Outra recomendação é evitar exposição ao sol durante a recuperação, principalmente nas áreas onde há os hematomas e nas cicatrizes, pois ele pode escurecer e deixar marcas por meses, ou até mesmo permanentemente.

O melhor é que a paciente siga as recomendações do médico, utilizando a cinta de compressão, evitando fumar e bebidas alcóolicas. Seguindo os cuidados e fazendo o acompanhamento a recuperação poderá ser tranquila.

É preciso ressaltar que caso os sintomas não amenizem com o passar dos dias o mais indicado é procurar o médico que realizou o procedimento para uma nova avaliação. Cada paciente é única e terá uma recuperação diferente.